The Economist: Follow the leader

Do artigo da The Economist da passada semana (pags. 82-83) sobre o iPhone 3G:

In the past year Mr Jobs, who had surgery for pancreatic cancer in 2004, has visibly aged. Looking emaciated, he farmed out large parts of his speech, which is usually a big marketing and media event, to other presenters.

Pelos vistos até os media tradicionais repararam na extrema magreza de Jobs.

Quanto ao facto de boa parte da keynote ter sido realizada por outras pessoas. Não é a primeira vez que tal acontece. É sim novidade uma inovação aparentemente grande – MobileMe – ter sido apresentada integralmente por Phil Schiller e não por Jobs. Pelos menos nos anos mais recentes, a condução de grandes apresentações têm sido feita por Jobs. Aliás, até as pequenas como as pírricas melhorias introduzidas em algumas gerações de PowerBooks ou iMac G5.

De todas maneiras, fosse por que motivos fosse, tarde ou cedo Jobs teria de começar a ceder parte da atenção mediática que as keynotes trazem à Apple. Saudável ou doente, ninguém é eterno.

Outro ponto interessante apontado pela revista neste artigo é a adopção pela Apple do tradicional modelo de negócio seguido por fabricantes de telemóveis e operadoras, pondo fim à experiência introduzida com o primeiro iPhone.

Explore posts in the same categories: Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: