Iphone 3G em 22 países já dia 11 de Julho

Apple - iPhone.jpg

Como todos esperávamos, Steve Jobs aproveitou a WWDC para lançar a mui aguarda versão 3G do iPhone, disponível em 22 países no próximo dia 11 de Julho.

Por essa web fora é fácil encontrar as primeiras impressões à nova galinha dos ovos de ouro da Apple, portanto não irei aqui debitar esses soundbytes (ainda assim, é bonito e as melhorias ao nível de software ficam-lhe a matar).

No entanto, alguns factos importantes ficam por explicar por detrás da barragem de boas notícias do dia no que toca ao iPhone.

Jobs reconheceu que para atingir os objectivos de vendas, o iPhone teria de estar à venda oficialmente em muitos outros países, justificando assim o elevado número de anúncios de acordos com operadoras publicitados nas últimas semanas.

Foi também reconhecido por Jobs que o preço actual não era o mais apropriado, pelo que o modelo de 8GB custará 199 dólares e o de 16GB 299 dólares. Pessoalmente, não me espantaria de ver uma versão de 32GB nos próximos meses por 399 dólares ou similar.

No entanto, ficamos sem saber se o preço de 199 dólares obriga a contrato de fidelização, como agora acontece, ou se as operadoras poderão vender o iPhone sem o dito. Na ausência de comentário, inclino-me para a primeira opção. EDIT: Se repararem bem no asterisco que está a seguir a Half the price, o mesmo remete para:

Apple - iPhone-1.jpg

Está tudo dito. Ou melhor, escrito. Pelo menos nos EUA, continua a ser obrigatório o contrato de fidelização com a AT&T. Em consequência, fica por saber se o preço tão apetecível vai ser similar nos restantes mercados…

Não há, tãopouco, informação oficial sobre se as operadoras escolhidas poderão subsidiar o preço de venda do iPhone. Novamente, não tendo sido tal facto mencionado na keynote – e tratando-se de uma alteração enorme no actual modelo de negócio do telemóvel – não acredito que venha acontecer para já.

Interrogo-me se muitos dos 70 países que irão ter “em breve” o iPhone oficialmente à venda irão contribuir significativamente para as vendas do aparelho.

Falo de países como Botswana, Camaões, República Centro Africana, República Dominicana, El Salvador, Guatemala, Guiné Equatorial, Costa do Marfim, Quénia, Madagascar, Mali, Ilhas Maurícias, Nicaragua ou Senegal. (Não fui à procura de estatísticas do Banco Mundial sobre pobreza, mas não devo ter falhado por muito nesta lista)

Pergunto-me se estaria confortável a andar na rua de um desses países a tagarelar alegremente com um iPhone na mão. Já em Nottingam me parece pouco recomendável, quanto mais em Malabo fora da zona verde.

Por fim, tantos países pequenos dentro e a China de fora, estranheza puntilhada com as enigmáticas inclusões das zonas especiais chinesas que são Hong Kong e Macau.

Portanto, quanto ao iPhone, tenho pois que muitas perguntas importantes ficaram sem resposta durante a keynote de hoje.

Explore posts in the same categories: Uncategorized

One Comment em “Iphone 3G em 22 países já dia 11 de Julho”

  1. CPinto Says:

    Pedro, está na na página. Cumps


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: