Wikipedia: inclusionismo ou exclusionismo?

Excelente artigo da The Economist sobre o futuro da Wikipedia.

Num par de pinceladas a discussão é simples: deve a Wikipedia seguir o modelo long tail e aceitar toda a contribuição que seja relevante para um número ínfimo de utilizadores, ou, pelo contrário devem os artigos estar limitado a artigos de maior relevo (ou notability no original)?

De um lado da barricada temos os inclusionistas e do outro, o seu oposto, ou seja, os exclusionistas.

Pessoalmente, inclino-me para o lado dos inclusionistas desde que vi em primeira mão os zelotas do exclusionismo em acção.

O ano passado ou há dois anos a entrada sobre a Techzone na Wikipedia portuguesa foi apagada por ser considerada “irrelevante” por um comité de sábios. Ficou-me na retina o facto de um dos carrascos ser um especialista nos bancos pesqueiros de Moçambique. Porreiro, não íamos propriamente alegar que a Techzone era uma sumidade no que toca à pesca do atum ou do douradinho da Pescanova/Iglo (riscar o que não interessa).

Agora considerar irrelevante para a Wikipedia portuguesa o maior fórum de informática português com (então) 20 mil utilizadores activos…roça o autismo. Enfim, continuamos a crescer independentemente destes trambolhões.

Daí que subscreva a ideia que esses pequenos tiranos fãs da execução pouco mais não são que uma burocracia kafkiana (definição da própria Wikipedia) a mandar bitaites sobre assuntos que não dominam. É a mentalidade do pequeno mestre escola.

Via: Wikinomics

Explore posts in the same categories: Uncategorized

5 comentários em “Wikipedia: inclusionismo ou exclusionismo?”

  1. mac2 Says:

    A Wikipedia é um fenómeno extremamente interessante, com muitas batalhas à mistura, que aliás (como mais dos que provavelmente sabes) não se resumem à que mencionaste. Para mim, uma das outras batalhas a seguir é a da própria colocação de artigos — quem os faz e quem os revê. Há, claro, de tudo: muito bons, bons, médios, maus e muito maus. Uns advogam a fácil e rápida colocação de conteúdos, outros defendem uma linha editorial mais forte.

    Por mim, prefiro ver a Wikipedia como um repositório de muitos assuntos (i.e. inclusionista), com uma certa dose de revisão (ou seja, colaboração de alguns editores com suficiente “know how” reconhecido). Algo que não atrase a publicação de dados (um dos must da Wiki), mas que melhore o seu conteúdo “a posteriori”.

    Seja como for, thanks for the link. Em troca deixo-te outro (merece a pena ler tb os comentários para ter noção das barricadas):

    http://www.scienceprogress.org/2008/02/wikipedia-and-the-new-curriculum/

    Outra nota:

    Há uns tempos a British Encyclopedia queixou-se da Nature porque esta publicou uma comparação entre a British e a Wiki, com uma visão bastante simpática da segunda. Defendia a British que a Wiki estava cheia de erros e era pouco fiável. (O que não deixa de ter um quanto de verdade.) Infelizmente, a British também tem alguns erros; mas pior que isso tem um acesso digital demasiadamente oneroso e o seu conteúdo é muito estanque… por vezes, quase adormecido. É pena.

    Na minha opinião, há lugar para as duas. Comparações à parte que, neste caso, são para mim irrelavantes.🙂

    Nota 2:

    Um projecto a seguir, mas que infelizmente anda a passo de caracol é o do Citizendium.org. Já ouviste falar? É muito prometedor pois a linha editorial é razoavel. Pena que demore tanto a arrancar de facto… Tenho, até, as minhas dúvidas na sua viabilidade a longo prazo.

    Link: http://en.citizendium.org/wiki/Main_Page

  2. mac2 Says:

    (como mais do que provavelmente sabes) = tenho a certeza que sabes

    Para não ser mal entendida.🙂

  3. mac2 Says:

    British Encyclopedia = Encyclopaedia Britannica

    (Estou a tentar bater o recorde de comentários a um post no SB.)

  4. Pedro Says:

    Se continuas a spammar os comentários vou ter de meter na lista negra!😀.

    Falando sério, bem sei que os problemas à volta da Wikipedia são muitos mas não me tinha apercebido até hoje da discussão entre inclusionistas e exclusionistas.

    O Citizendium foi criado por um dos fundadores da Wikipedia e parece-me ser mais interessante a longo prazo. Vai é evoluindo muuuuuuuuuuuuito devagar.

  5. mac2 Says:

    Deixa-me cá ver o que posso comentar desta vez… Hmmm… Pois é, parece que concordamos.🙂


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: