Apple: grandes mudanças na área do video para a Macworld?

Algumas peças começam a encaixar umas nas outras quanto a uma hipotética mudança de política da Apple no mercado do video.Até agora, a lógica da Apple estava assente em duas vertentes distintas. A primeira, a possibilidade de visualizar video em iPods e o AppleTV como ponta-de-lança na sala de estar. A segunda, a venda de video através da iTunes Store.Ora, há uns meses a Apple alargou o leque de iPods com modo de vídeo ao apresentar o Touch e alargar as funcionalidades ao mais barato Nano, juntando-se ao iPhone e iPod Classic. Na altura ninguém pensou que esta verdadeira democratização do video na mão poderia ser a primeira de várias mudanças neste mercado por parte da Apple.Depois, aqui ao lado em Espanha, desde Novembro, deixou de ser possível às lojas encomendar qualquer modelo de Macmini ou AppleTV. Refira-se que ambos são os pesos mortos no actual lineup da empresa e que, quanto mais penso no assunto, mais lógico me soa que sejam fundidos num só produto (se quiserem arriscar, juntem à mistura aquele rumor antigo de televisões LCD da Apple).E por fim, o rumor de que Apple e Fox teriam assinado um acordo permitindo o aluguer de filmes por 2.99 dólares.Recorde-se que, até agora, apenas era possível comprar (poucos) filmes na iTunes Store e (essencialmente) nos Estados Unidos. Este facto confere utilidade limitada à função de video dos diversos iPod e não permitiu o descolar das vendas online (por muito que os papagaios de relações públicas digam o contrário). Portanto, não admira que do lado do video a Apple não tenha nunca obtido o sucesso que conseguiu com a vertente musical. Verdade que também não ajudou o seu autismo quanto a formatos video livres de DRM, como o DivX.Assim, parece-me que teremos novidades nesta matéria na Macworld ou no futuro próximo.Esta mudança estará possivelmente assente numa fusão entre Macmini e Apple TV (obviamente com um preço de venda semelhante ao primeiro), no aluguer de filmes a preços acessíveis e – espero eu – numa atitude da Apple quanto a outros formatos de video semelhante à que teve com o mp3. 

Explore posts in the same categories: Uncategorized

4 comentários em “Apple: grandes mudanças na área do video para a Macworld?”


  1. Tem toda a lógica um mac min com saída HDMI capaz do FULL HD e leitor de <>

    Isto, adicionado à opção de BACK TO MY MAC configura-se numa das melhores opções para um home media server “verdadeiro”… só falta mesmo aquele encaixezito para carregar o IPOD…

    Está quase… está quase…


  2. A ideia da fusão entre ambos os modelos até é cativante. Se pensarmos bem o Mac Mini com o Leopard já está nesse caminho pois tem no novo Front Row o mesmo funcionamento do AppleTV ao qual permite todas as funcionalidades de ser um Mac.
    Acho que é pena o sistema da Apple não suportar o Divx de raiz mas eles optaram por outro sistema de codec que parece vir a se tornar um standard um dia…
    Penso que a Apple mede sempre o que é bom e o que é mau e faz a melhor escolha. O problema tem sido o restante mundo tecnológico que não olha a meios e estratégias e só pensam num fim, que é o financeiro. Aí contamina-se o mundo com diferentes propostas e pronto mais tarde percebemos que as más escolhas e caminhos é que vingam á custa de pressupostos sem estratégia mas só a pensar na facturação.

    Por exemplo: a Apple escolheu o AAC para a música. Quem percebe do assunto sabe que o codecMP3 é bem antigo e que o codec desenvolvido para o substituir e bastante melhorado foi o AAC que tem por base standards open-source. Mas o mundo continua todo a dar suporte ao MP3 ainda…
    A Apple está a direcionar a partilha de dados para a internet e dispositivos, ao invés de gravar filmes em dvd, musica em cds, mostrou que os conteúdos televisos têm o seu futuro se estiverem ao nosso dispor quando os queremos via net ou por descarga, etc.
    Enfim imensas ideias correctas como o é o caso do iTunes/iPod, o sistema Mac OS X, etc.
    O problema é que o mundo não quer isso: quer coisas imediatas mas que depois podem não se relacionarem no futuro como virão a desejar. A Apple pensa em ecosistemas, é diferente….

    Quanto ao 2008 da Apple espero que continuem a trilhar o mesmo caminho que percorreram até aqui: inovação, design, user friendly, etc.

    Espero também em 2008 que a Apple, que agora está com presença em Portugal oficial (ainda só on-line), que resolva o problema de fazer photobooks em Mac. Que nos dê a compatibilidade total ao iPhoto e os seus serviços de impressão.
    Fiz um artigo sério que gostaria, já agora, que apreciassem e comentassem:
    http://armpauloferreira.blogspot.com/2007/12/servicos-de-impressao-apple-em-portugal.html

  3. Pedro Says:

    Quanto à Apple medir o bem e o mal e fazer a melhor escolha, isso seria presumir que a eficiência da empresa seria sempre de 100%, o que é impossível😀. Afinal de contas, por muito PR e pó-de-arroz que tenha a Apple é uma empresa gerida como outra qualquer…

    Espero que o userfriendly continue, mas sem mudanças por mudar (como em certas coisas do Leopard) e com uma inversão no “fechamento” da empresa.


  4. O que tem a ver o DivX com formatos livres de DRM?

    Podes ter DRM no DivX (que é basicamente MPEG4), assim como tens DRM-free no H.264 (que é a evolução do mpeg4). Tal como tens AAC/MP4 sem DRM, e até podes ter MP3 com DRM.

    O DRM não tem nada a ver com o codec. O DRM está no container.

    Estar contra o DRM está correcto.

    Estar contra o AAC ou o H.264 é ser anti-evolucionista.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: