Sobre a descida de preço do iPhone

Uma das novidades apresentadas por Steve Jobs na passada Quarta-Feira foi a descida de preço do iPhone de 8GB de 599 para 399 dólares, pouco mais de dois meses após o seu lançamento. Vejamos as implicações e os eventuais motivos por detrás desta mexida.

A – Implicações da descida de preço

A lógica por detrás do momento escolhido para o anúncio era simples: adicionar ainda mais buzz a um dia já de si marcado pela quase total renovação da gama iPod e, ao mesmo tempo, evitar que a redução de preço fosse analisada isoladamente. Assim, no meio de tantos iPods, e ao lado da gama completa, era possível a Jobs fazer passar a imagem que tinha de descer o preço do iPhone para mantê-lo competitivo com os restantes membros da família.

Ou seja, tentou evitar o que na prática veio a acontecer. Por todo o lado, compradores de iPhone atiraram-se ao ar com a “vergonha” da diminuição de 1/3 do preço apenas dois meses após o lançamento. E no caminho afogaram nos media todas as outras novidades. Saiu-lhes o tiro pela culatra.

A primeira reacção de Steve Jobs foi a habitual: é assim a tecnologia. Os comentários de quem está habituado ao modus operandi da Apple, também não demonstravam espanto (aqui e aqui). Aliás, até a própria Apple garante uma protecção de preço de 14 dias, portanto apenas quem tinha comprado o iPhone anteriormente estava em apuros.

O problema é que muitos dos compradores de iPhones não são consumidores habituais da marca e, provavelmente, não se apercebem que o mesmo se passa em todos os sectores de tecnologia. Por exemplo, quando a Nokia lança um novo telemóvel pouco tempo depois de ter lançado um anterior, alguém reage desta maneira? A Dell ou a HP renovam a sua linha de portáteis e baixam os preços, alguém refila? Ou sendo ainda mais específico: Quando a própria Apple renovou as gamas iMac e MacBook Pro com alterações profundas na primeira (20″ pelo preço do antigo 17″) e redução ligeira de preço na segunda, alguém refilou?

A resposta é não.

Para mim a Apple tem todo o direito de rever os seus preços quando bem entender. Certo que tirar 200 dólares num produto é duro, muito duro. Mas é assim a tecnologia, especialmente quando falamos de um produto revolucionário e com bastante R&D como o iPhone.

E como resposta aos gritos ululantes dos media a Apple fez a única coisa que podia fazer, oferecer um vale de 100 dólares em produtos Apple para todos os compradores de iPhones a 599 dólares, de forma a estancar a hemorragia na imagem da marca.

A longo prazo não sei se não terá sido pior esta atitude, pois mostrou que a empresa está disponível para ceder a pressões concertadas.

B – Motivações da descida de preço

Depois de atrás ter referido a aparente vantagem e lógica do anúncio desta descida em conjunto com as restantes novidades, analisemos agora os motivos que terão levado a esta decisão.

Pessoalmente, vejo três motivos. O primeiro é as vendas não terem correspondido às expectativas internas da Apple, após o período de euforia inicial. É dos livros de escola de economia. No ciclo de vida de um produto, quando as vendas baixam a partir de um determinado limiar ou se desce o preço, aumenta-se o valor com acessórios e mariquices ou renova-se o dito. A Apple foi directo ao primeiro, acredito eu por ter chegado à conclusão que a manutenção do produto à volta dos 599 dólares era incomportável para o mercado. O mercado não está interessado em dar 599 dólares por um telemóvel e ainda assim ter de ficar agarrado a um contrato de 2 anos com a AT&T. Em comparação, os iPods de 1a à 3a geração foram vendidos a 499 dólares, estando o topo da linha agora nos 399 dólares.

O segundo prende-se com a natural evolução tecnológica. A morte do modelo de 4Gb e a descida de preço do de 8Gb – associada ao aparecimento do iPod Touch com 16GB – pode muito bem estar associada a um lançamento próximo de um modelo de 16GB. Não nos esqueçamos que o iPhone foi apresentado em Janeiro do corrente ano, pelo que não espantaria que a versão europeia introduzisse novidades como 3G ou 16GB de capcacidade. Por um preço superior, claro.

O terceiro motivo é consequência dos dois anteriores e associa-se com o aparecimento do iPod Touch. Em tudo igual ao iPhone excepto na capacidade de armazenamento e na possibilidade de fazer chamadas. De forma a manter alguma paridade entre ambos, a única maneira seria deixá-los à venda com idêntico preço.

Explore posts in the same categories: iPhone

8 comentários em “Sobre a descida de preço do iPhone”

  1. kincas Says:

    Gostei desta exposição. Muito bem redigida e bem colocada.

  2. detig Says:

    Eu de vez em quando esmero-me. Mas só de vez em quando😀.


  3. […] li bons artigos sobre este tema, principalmente nas razões que estarão por detrás da descida de preço […]

  4. mac2 Says:

    Há ainda que incluir a possibilidade do lançamento do iPhone na Europa (3G?) ter alguma coisa a ver com isso.

    Não obstante o que dizes, e bem, tenho cá para mim que a questão pode essencialmente ser reduzida à necessidade de uma aceleração da venda dos iPhones antes de fim de Setembro (a tal meta que o Jobs visa atingir) e de uma explosão de compras na época natalícia. Aliás, pelo que tenho lido nas notícias, a área do mercado que parece agora movimentar-se para a compra massiva do iPhone são os estudantes universitários, a quem muito se deve o êxito do iPod.

  5. ajax Says:

    “Ou seja, tentou evitar o que na prática veio a acontecer. Por todo o lado, compradores de iPhone atiraram-se ao ar com a “vergonha” da diminuição de 1/3 do preço apenas dois meses após o lançamento. E no caminho afogaram nos media todas as outras novidades. Saiu-lhes o tiro pela culatra.”

    Não concordo que lhes tenha saído o tiro pela culatra, bem pelo contrário. Muitas pessoas sabem agora que o iPhone, objecto de desejo de milhares de pessoas, está mais barato. Para a Apple é mais importante o que pensa o futuro comprador e o sucesso do produto. Se já andava tentado em comprar um iPhone, agora não tenho dúvidas. Os “coitados” dos early adopters pagam sempre um preço. Se não o sabem é porque são ingénuos. No fundo não passou de um swift com o 8GB a passar para o lugar do 4G e o de 16GB para o de 8GB. Este último ainda não foi lançado pois a Apple deverá querer forçar alguns clientes a comprarem o iPod Touch de 16GB. A muitas das pessoas que irão comprar um iPod Touch, mais cedo ou mais tarde acabarão por comprar um iPhone.

    “O segundo prende-se com a natural evolução tecnológica. A morte do modelo de 4Gb e a descida de preço do de 8Gb – associada ao aparecimento do iPod Touch com 16GB – pode muito bem estar associada a um lançamento próximo de um modelo de 16GB. Não nos esqueçamos que o iPhone foi apresentado em Janeiro do corrente ano, pelo que não espantaria que a versão europeia introduzisse novidades como 3G ou 16GB de capcacidade. Por um preço superior, claro.”

    Os preços de uma linha de productos “semelhantes” são estudados com o objectivo de criar a maior margem de lucro para a empresa. Não olhem para o custo dos componentes ou similares. Olhem para quem compra. Coloquem-se na pele dos compradores. Com estes preços um consumidor normal que olhe para o iPod Touch e para o iPhone não tem dúvidas. Escolhe o iPhone e é isto que a Apple quer. É a decisão que maximiza o lucro. Não metam a versão Europeia ao barulho nem sonhem muito alto com o 3G. A Inglesa O2, apontada como operador que irá comercializar o iPhone em UK, está a arrancar com a EDGE. Curioso, não? Os iPhones com EDGE vão ser vendidos na Europa embora isto não invalide a hipótese de surgir um iPhone topo de gama com 16GB ou mais e 3G por um preço alto.

    Finalmente, convém lembrar que um iPod Touch não é “apenas” um iPhone sem GSM. Também não tem câmara.

  6. detig Says:

    Não leste bem o que escrevi:

    E como resposta aos gritos ululantes dos media a Apple fez a única coisa que podia fazer, oferecer um vale de 100 dólares em produtos Apple para todos os compradores de iPhones a 599 dólares, de forma a estancar a hemorragia na imagem da marca.

    (neste parágrafo estava o link para a carta do SJ)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: