Shareware e códigos de activação

Há vários anos que me bato para que os produtores de software independente – principalmente daquelas pequenas aplicações que gostamos de utilizar – recebam o dinheiro que pedem por elas. Sejam, 5, 10, 15, 20 ou 50 dólares. É tempo e dinheiro que investiram e merecem ser recompensados por isso.

Daí que não seja grande fã de utilizar software pirateado e tenha feito força no seu tempo para que as regras do fórum da então Unreal (hoje Techzone) incluíssem expressamente uma limitação à discussão dessas matérias.

Hoje encontrei (via Fireball) um excelente post num fórum sobre o sistema de activação utilizado pela empresa Ambrosia em que incluem o código de activação directamente no software, de forma transparente para o utilizador mas que expira ao fim de 30 dias. Ou seja, ou a pessoa faz a activação no prazo de 30 dias após o download (e paga o preço pedido) ou não conseguirá fazê-lo depois. Posteriormente, caso o utilizador reformate o Mac ou surja um novo sistema operativo e perder o código original poderá sempre requisitar um novo código.

Fantásticos são os datos que conseguiram recolher quanto à percentagem de piratas que ainda assim conseguiam utilizar o seu software:

And for the last 2 days, starting right after we posted the latest update to Snapz Pro X, our server has been very busy. Out of the 194 different hosts that tried to renew a license code, 107 of them sent in pirated codes. Incredibly, more than 50% of the people installing the update are entering one or both of the pirated codes we’ve known about for months. Some of these people even tried several different variants on the names when the server refused them access (“maybe I misspelled it”), and one guy got so frustrated he pounded the Renew button over and over every 4 seconds (“WHY click IS click THIS click NOT click WORKING???”) until our server blacklisted him for flooding.

O único problema da renovação dos códigos via Internet é o que acontecerá ao software se um dia a empresa falir.

Na mesma linha, o autor dos magníficos xtorrent, acquisition e newsfire também defende que para os developers independentes de software, a melhor maneira de se defenderem da pirataria é a autenticação via internet.

Explore posts in the same categories: Uncategorized

One Comment em “Shareware e códigos de activação”


  1. Eu desde que mudei para Mac também sou apologista do pagar tudo o que uso… simplesmente porque ganhei contacto com programinhas mais pequenos e bem desenvolvidos que cumprem a sua função, enquanto que no mundo windows a coisa funcionava mais com grandes ferramentas que faziam tudo e mais alguma coisa, e que custavam balúrdios, desalinhados da carteira do comum dos mortais, para um uso ocasional … (a economia chama a isto as curvas de utilidade e rendimento disponível…)

    No entanto estes sistemas apesar de serem eficientes poderão ser algo inconvenientes, especialmente para quem possui um computador sem ligação à net (coisa rara hoje em dia)… Afinal de contas creio que estamos aqui a falar do mesmo que a Microsoft usa no WGA e todo o mundo se queixa que é invasão de privacidade… (ou problemas de implementação)!

    Cumps
    JPC


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: